O TSE, Tribunal Superior Eleitoral, começou a fazer os testes de integridade das urnas eletrônicas que vão ser usadas nas eleições municipais do ano que vem. Três técnicos e cinco equipes estão participando do TPS, que é o Teste Público de Segurança. Eles têm até a sexta-feira para tentar burlar o equipamento, e de alguma maneira, conseguir violar os arquivos, ou comprometer o funcionamento dele.
Seja desvendando o anonimato dos votos, ou alterando o resultado. Essa é a quinta vez que o TSE realiza esse teste. Em 2017, por exemplo, foram encontradas três falhas no sistema da urna eletrônica, que permitiram o acesso aos dados gravados no aparelho, na época, o TSE sanou os problemas antes das eleições de 2018.

Deixe seu comentário