Palotina inicia Programa de Apadrinhamento Afetivo

A Secretaria de Assistência Social deu início ao projeto de apadrinhamento afetivo com o objetivo de possibilitar a participação ativa da comunidade na vida de crianças ou adolescentes que foram acolhidas pela Casa Lar “O Bom Samaritano” e promover a inclusão dos mesmos na vida familiar e social de seus padrinhos.

“O projeto visa ampliar a rede de apoio socioafetivo durante o acolhimento institucional, promovendo o resgate da autoestima e a convivência dos apadrinhados na sociedade”, disse o secretário de Assistência Social, Darcy Gris.

Na última terça-feira (19), a equipe técnica responsável pelo projeto fez uma explanação sobre os objetivos, regras, direitos e deveres dos padrinhos, com o intuito de tirar algumas dúvidas das pessoas interessadas em fazer parte desta ação. O encontro aconteceu no Auditório da Secretaria de Assistência Social.

Aqueles que não participaram do encontro, mas desejam apadrinhar uma criança ou adolescente, ainda dá tempo. Confira os pré-requisitos:

  • Ser cidadão maior que 18 anos;
  • Residir no município de Palotina;
  • Ter disponibilidade de tempo para participar efetivamente da vida do afilhado;
  • Disponibilidade para participar de reuniões realizadas pela equipe técnica do projeto;
  • Apresentar a documentação necessária;
  • Consentir visitas técnicas na sua residência;
  • Estar ciente sobre as regras e normas do projeto;
  • Não estar inscrito no Cadastro Nacional de Adoção;

Uma vez que atendam os pré-requisitos, os interessados devem comparecer na Secretaria de Assistência Social para preencher a ficha de inscrição, portando cópia do CPF, RG e comprovante de residência.

Participe você também. Doe afeto!

Deixe seu comentário