O sarampo é considerado uma doença altamente contagiosa e extremamente grave podendo causar infecções respiratórias, otites, doenças neurológicas com sequelas dentre elas, diminuição da capacidade mental, cegueira e surdez. O agravamento do quadro pode levar a óbito.

Os sintomas mais característicos do sarampo são febre alta (maior que 38,5º.C), tosse, coriza e conjuntivite. Posteriormente, o paciente apresenta manchas vermelhas que aparecem inicialmente no rosto e depois se espalham pelo corpo.

Considerando a gravidade da doença e o aumento de casos no estado de São Paulo, o qual já registra até o momento 567 pacientes confirmados e mais de 1.500 casos suspeitos, a Secretaria de Saúde faz um alerta a população palotinense.

A enfermeira do Departamento de Vigilância em Saúde, Maristela Roratto Barbieri informa que é um momento de extrema preocupação e vigilância. Ela reforça que a estratégia mais eficaz para prevenção do sarampo é a vacinação. Todas as pessoas com idade entre 01 a 29 anos devem estar imunizadas com duas doses da vacina contra Tríplice Viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba. Já as pessoas com idade entre 30 a 49 anos devem ter comprovadamente uma dose única desta vacina. Além disso, crianças entre 06 meses a menores de 01 ano que forem se deslocar para municípios que apresentem casos confirmados de sarampo devem ser vacinadas contra a doença antes da viagem.

Muitas pessoas se deslocam diariamente ao Estado de São Paulo, seja para passeio, compras, entre outros motivos. Todas essas pessoas devem estar atentas a manutenção do esquema vacinal completo. Qualquer dúvida comparecer ao Posto de Saúde mais próximo de sua residência.

Deixe seu comentário