Um morador de Umuarama morreu na manhã desta quarta-feira (17) após ser baleado pela Polícia Federal (PF). Carlos Lopes dos Santos Neto, 28 anos, trafegava com uma caminhonete Ford Ranger carregada com cigarros contrabandeados pela rodovia PRC-272, nas proximidades da ponte do Rio Piquiri, em Francisco Alves.

A mãe do jovem pintor foi ao Instituto Médico Legal (IML) de Umuarama para fazer a identificação do filho.

LEIA MAIS: Homem morre baleado após jogar caminhonete contra policiais na BR-272

‘Chicão’, como era conhecido, conduzia uma caminhonete na rodovia quando uma equipe da PF tentou abordar o veículo. De acordo com o delegado da Polícia Federal de Guaíra, Fernando Bertuol Dose, dois agentes estavam se deslocando para Umuarama por volta das 8h para fazer diligências de rotina quando um comboio suspeito passou pela rodovia.

Bertuol informou que os policiais sinalizaram para fazer a checagem dos três veículos quando o condutor da Ranger jogou a caminhonete contra os agentes. Conforme o delegado, diante da situação de ameaça à vida dos policiais, eles fizeram disparos contra o veículo. Um acertou um pneu e outro a porta, acertando a perna do condutor, que acabou parando a caminhonete.

Uma equipe do Samu de Francisco Alves esteve no local, mas o homem já estava em óbito. Na sequência do IML de Umuarama foi acionado para recolher o corpo.

Na manhã desta quarta o delegado ainda disse que os motoristas dos demais veículos conseguiram fugir e, provavelmente, também estavam carregados com cigarros. A PF estava checando com a Polícia Rodoviária Federal e fazendo levantamentos para tentar identificar estes dois outros veículos.

Os policiais federais não se feriram. A Ranger carregada com cigarros tem placas de Campo Mourão. A PF deve instaurar procedimento para investigar o caso.

O Bendito

Deixe seu comentário