O município de Maripá realizou na tarde de ontem (12), no Centro Comunitário Fernando Daniel Schanoski, a VIII Conferência Municipal dos Diretos da Criança e do Adolescente. O evento foi realizado pelo CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) com apoio da Secretaria do Trabalho e Assistência Social.

A conferência teve como tema “Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento das Violências” que também foi o assunto da palestra com a Assistente Social e atual conselheira titular do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente – CEDCA/PR, Senhora Ires Damian Scuzziato.

De acordo com a presidente do CMDCA, Juliana Pastore Massocatto, a conferência teve por objetivo principal mobilizar os integrantes do Sistema de Garantia de Direitos, crianças, adolescentes e a sociedade maripaense para a construção de propostas voltadas para a afirmação do princípio da proteção integral de crianças e adolescentes nas políticas públicas, fortalecendo as estratégias e ações de enfrentamento às violências.

Segundo a palestrante Ires, as Conferências Municipais são um espaço importante no fortalecimento da democracia, onde se dá a participação dos usuários das políticas sociais. “Este é o momento onde a sociedade se reúne na formulação de propostas, avaliando as atuais políticas públicas, auxiliando assim o Poder Público na melhor condução da política voltada para a criança e o adolescente”.

Na ocasião, também foi realizado uma apresentação do “Projeto Karatê Campeão”, trabalhos em grupo, debates, votação das propostas, eleição do Delegado titular e suplente da Sociedade Civil para participar da X Conferência Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente e a apresentação e referendo dos Conselheiros Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente para o Biênio 2018/2020.

Estiveram presentes e participaram do encontro, o Vice-Prefeito, Elizeu Spagnol, Presidente da Câmara, Euclides José Kreutz, Secretária do Trabalho e Assistência Social, Neide M. Mallmann Thim, os membros do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), o colegiado do Conselho Tutelar, adolescentes, representantes governamentais, representantes da sociedade civil e demais pessoas interessadas em discutir sobre a política de atendimento de crianças e adolescentes do município.

Deixe seu comentário